CAMINHOS PARA A DESORIENTAÇÃO.

Pola X (pola x) – 1999.

Dirigido por: Leos Carax.

Duração: 134 minutos.

pola x_cartaz

Antes de assistir o filme POLA X, tinha assistido o sensacional HOLY MOTORS e também o primeiro filme de Leos Carax BOYS MEETS GIRLS, também assisti o episódio do filme TOKYO que também tem os diretores Joon-Ho Bong e Michel Gondry, foi uma ótima descoberta poder assistir os filmes do Leos Carax.

“Pola X” é um filme de 1999, uma adaptação do livro “Pierre, Ou Les Ambiguités”, do Herman Melville, mesmo escritor do clássico “Moby Dick”, não encontrei nenhuma tradução e lançamento do livro no Brasil, se alguém souber de alguma tradução do livro, me avise, gostaria muito de ler, não há muitas informações sobre o filme no Brasil, ele não chegou a ser lançando em vhs, nem dvd e deve ter tido apenas algumas exibições em festivais.

O filme a trajetória de Pierre, um escritor de um livro “best seeler” que ele assina com um peseudônimo. Ele vive em alguma cidade do interior da França em uma mansão/castelo com sua mãe e tem uma namorada, Isabelle que visita com frequência, a qual está prestes a se tornar noivo. Neste início do filme, onde tudo parece tranquilo, lindo, onde há muita natureza, os personagens são brancos, loiros e ricos, vivendo uma vida de sonhos ocidentais burgueses, de tão perfeito que é tudo, parece prever que algo muito terrível irá acontecer com toda aquela tranquilidade, porque há sempre algo podre por trás de uma vida tranquila.

pola x_03

Pierre começa a ter sonhos intranquilos, onde ele vê uma mulher de cabelos negros, na verdade estes sonhos parecem muitas vezes real, não sabendo se ela é um personagem de seu novo livro que o está perturbando, apenas uma projeção fora daquela zona de conforto ou alguém que realmente está lhe perturbando na vida real.

      Pierre começa a sonhar, ou ter visões, ostensivamente com a misteriosa mulher, decidido a finalmente tornar Isabelle sua noiva, Pierre sai ao seu encontro, quando encontra a misteriosa mulher que vinha incomodando a sua mente, neste momento acontece uma cena muito perturbadora, Pierre perseguindo a mulher misteriosa dentro de uma floresta fechada e escura, ele alcança a mulher e há um longo diálogo entre eles, obscuro, depressivo, e confuso apesar de explicar quem é esta mulher, tanto para o espectador, quanto para Pierre, numa atuação fenomenal dos atores. A mulher misteriosa, chama-se Lucie, diz ser a irmã de Pierre, atormentado, ele procura mais informações sobre isso em sua casa, sua mãe tenta contê-lo, Pierre em um ato de revolta e emoções a flor da pele muda radicalmente sua vida, abandonando sua mãe, a namorada e parte para Paris com a irmã, Lucie, mais uma mulher estrangeira e sua pequena filha que viviam com Lucie, parece que elas viviam na rua ou em alguma casa abandonada.pola x_01

      Em Paris Pierre vai encontrar-se com um velho amigo de infância, amigo que finge não conhecê-lo, na rua, com pouco dinheiro, com a responsabilidade de abrigar sua irmão, a mulher e sua filha, ele procura um hotel, é rejeitado em alguns por causa da aparência suja e vestimenta velha das mulheres, encontra um local na periferia onde consegue um quarto para a mulher e sua filha, para ele e para a irmã. Pierre tenta contato com a editora que lançou seu livro anterior para um adiantamento e começa a escrever um novo livro, com a dificuldade de escrever o novo livro e com a morte estúpida da filha da mulher estrangeira eles partem para um outro local.

      Lucie, Pierre a mulher estrangeira partem para um local totalmente industrial, onde há grandes fábricas e pequenas casas velhas, eles entram em uma fábrica que parece abandonada, há um grande barulho de cachorros na porta, já mostrando que é um ambiente hostil, dentro há muitas famílias e pessoas dormindo em colchões no chão, percebe-se também que há algum grupo político extremo vivendo no lugar, provavelmente terroristas, conforme vão adentrando o ambiente começa-se a escutar uma música ruidosa e com fortes batidas, eles encontram uma pessoa que parece reger uma banda, são várias pessoas tocando uma música industrial pesada e bem forte, com percussões feitas com objetos velhos, provavelmente máquinas e pedaços de máquinas de quando a fábrica estava em funcionamento e também há instrumentos convencionais, o som lembra a banda The Swans, esta cena me impressionou tanto por ter este estilo de som pola x_04feito durante a cena, como pelo modo que o diretor encontrou em mostrar como se sentia Pierre e Lucie chegando naquele ambiente novo, cheio de incertezas e que eles foram apequenados pela grandeza de uma cidade grande, industrialmente violento que exclui aqueles que não se adaptam facilmente ao modo de vida urbano.

      Desistindo em definitivo de escrever o livro que havia começado, Pierre começa a ter encontros com o líder dos terroristas, eles se encontram em um bar, próximo ao prédio abandonado em que vivem e se escondem, não há como saber sobre o que eles falam, eles são filmados do lado de fora ou em planos gerais com a câmera distante, onde apenas vemos as ações e não escutamos os diálogos, a conversa deles parece ser secreta até para o espectador ou até mesmo o diálogo ficando “escondido” para dar um maior suspense ou por não ser interessante para o modo como a história está sendo contada.

Pierre e Lucie aprofundam cada vez mais o relacionamento deles, eles se ligam através de uma tristeza existencialista talvez, tem a ligação de serem irmãos ao mesmo tempo eles não se conhecem, não sabem quem são realmente, eles começam a se aproximar cada vez mais fisicamente, numa relação incestuosa, até que eles transam, a cena é feita com sexo explícito, parece que foi feita com os próprios atores e não foi usado dublês. Esta nova ligação entre eles parece que ajuda a aumentar a tristeza, a confusão e a melancolia que eles transmitem, ao mesmo tempo que as coisas parecem estar melhorando, com Pierre escrevendo o livro e Lucie estar um pouco menos depressiva.

pola x_05

Outra reviravolta na história é quando a Isabelle, ex-namorada de Pierre aparece novamente na história, ela parece estar muito doente e deseja passar seus dias junto de Pierre, que conversa com o líder e aceita Isabelle no local, Pierre começa a viver num quarto entre Lucie e Isabelle, com porta que liga os quartos, entre sessão de escrita, a tristeza de Lucie e a doença cada vez pior de Isabelle, ele parece viver com uma certa dose de esperança que o seu livro irá trazer tranquilidade para a vida dele novamente, Lucie e Isabelle parecem estar se dando bem também.

Pierre acaba de escrever o livro, mas não consegue vende-lo, ele começa a ficar desesperado com toda aquela situação, onde não há certeza do amanhã, Pierre, apesar da sua situação financeira e de vir de uma família com bastante dinheiro parece ser uma metáfora das pessoas que saíram do campo para a cidade e acabam vivendo a margem da sociedade, cheio de dinheiro e o glamour das grandes cidades, também há a metáfora do artista, que trabalha em seus projetos e não alcança sucesso financeiro através de um trabalho autoral, mais controverso e subversivo e não algo de puro entretenimento e acomodado que foi o primeiro livro que ele havia escrito enquanto estava em sua zona de conforto. Pierre surta e resolve sair da fábrica com Lucie e Isabelle, ele parece ter tudo sobre controle agora, até que Lucie tenta o suicídio e Pierre novamente perde o controle e para começar a levar a sua vida adiante ele resolver acabar definitivamente com seu passado, porque a aparente tranquilidade do seu passado está causando o caos do seu presente.

Pola X é um filme lindo, porque o roteiro é totalmente envolvente, Leos Carax consegue passar um clima de desconforto durante o filme todo, com as imagens, com as atuações, com a trilha sonora, um filme que mostra como a vida é algo surpreendentemente estranha e que a segurança que temos pode ser abalada a qualquer momento, que aspectos psicológicos podem nos levar a lugares dentro de nós mesmo que nunca estivemos, que o ambiente pode influenciar em muito sobre como somos, que há muito sofrimento ao se adaptar a novos ambientes que feridas do passado se não forem fechadas irão atrapalhar o presente, são diversos assuntos abordados, nada muito novo, mas acho que a estética usada no filme funcionou muito bem para que o espectador experimente estas sensações através de um filme.

Curiosidades:

– o nome Pola X é por causa das iniciais do título do livro: Pierre, Ou Les Ambiguités e também porque o roteiro final foi o 10º tratamento.

– o ator Guillaume Depardieu, filho de Gerárd Depardieu, morreu aos 37 anos de pneumonia.

– depois de Pola X, Leos Carax demorou 13 anos para lançar seu próximo longa-metragem Holy Motors.

 

Trailer:

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s