Cinema controverso japonês

Imperador Tomate (Tomato Kecchapuu Kôtei) + jokenpo war (Janken Senso).

Dirigido por: Shuji Terayama

Duração: 72 minutos.

Pela primeira vez coloco aqui resenhas de curtas-metragem, tipo de filme que assisto bastante em festivais e na internet, descobri este filme através da rede-social Filmow, que junta bastante cinéfilos e contem muitas informações sobre filmes.

Imperador tomate como foi batizado aqui no Brasil, creio eu que o filme não chegou a sair comercialmente, não encontrei informações confiáveis sobre isso na internet. Este é um filme japonês de 1971, eu consegui uma versão que tem outro curta metragem que é A guerra do jokenpo war, que vieram juntos e num primeiro momento achei que eram um único filme, a qualidade da versão que consegui do filme não é muito boa, ela tem um filtro magenta (um rosa pink) em alto contraste, vi uma cena ou outra no youtube que o filme era preto e branco apenas, mas gostei do filtro magenta, dei um ar legal. Estes filmes estão aqui porque são uns dos filmes mais brutais e impugnadores que eu já assisti.

Em Imperador tomate, depois de uma revolução de crianças, é claro que houve uma guerra brutal, onde eles matam adultos sem piedade e conseguem derrubar o imperador e tomar o poder, eles instituem várias regras, excluem os adultos e várias das palavras que remetam a eles e que os adultos usavam exclusivamente. Com isso eles começam a aproveitar o mundo, desfrutar da luxuria que os comandantes adultos aproveitavam, como orgias, regadas a muitas mulheres, comidas e bebidas, e tudo isso é explicitamente filmado, é claro que não temos cenas reais de sexo entre adultos e crianças, é algo até inocente para os dias de hoje, mas que talvez chocasse muita gente hoje em dia se aparecesse uma criança se esfregando em mulheres e chupando seus peitos, mesmo que a cena pareça falsa, acredito que para a época foi algo totalmente ousado e totalmente critico.

Os adultos vivem como indigentes, em locais isolados, vivem como animais, há cenas brutais onde eles são feito totalmente de animais pelas crianças, que se divertem em vê-los correndo, brincando, jogando, se batendo, brigando por comida, enquanto as crianças se divertem com estes adultos, bobos-da-corte, estes mesmos adultos estão sendo humilhados, perdendo a honra e qualquer besteira que carregam com eles enquanto estavam por cima.

Já em Jokenpo war, há uma cena muito interessante e que parece muito real, é uma cena de um jokenpo violento, de dar inveja a qualquer integrante do Jackass, dois homens estão jogando jokenpo e o que perde leva um castigo violento, não uma inocente sardinha como nas brincadeiras de crianças e adolescentes, é um ponta-pé, um murro na cara, uma tijolada na cabeça, os dois homens vão andando e jogando, até que chegam dentro de um cômodo de uma casa abandonada e vão ao extremo do jogo, pulando em cima do outro como em “luchas libres” mexicanas, colocando no meio de arame farpado, batendo a cabeça contra a parede, dando tijolada na cara, quebrando objetos um no outro, até aí, tudo normal para muitos filmes hoje em dia, só que, neste filme as cenas são reais, pelo menos não consigo enxergar efeitos especiais ou de câmera e na época não existia CG (computação gráfica) suficiente para tais efeitos, tem momentos que percebe-se que os atores, se é que são atores, hesitam em agir com mais violência em algum golpe que eles aplicam, mesmo que fossem dublês de filmes de ação, o filme é bem violento e real.

Digo que estes dois curtas são violentos, porque eles se passam num futuro, em Imperador tomate, segundo uma lenda japonesa, as crianças tomariam o poder do império, ou seja, o japão, e que elas criariam algo totalmente brutal, onde usariam os adultos apenas para seus interesses, apenas como escravos, o interessante é que as crianças retratadas no filme em sua maioria são do sexo masculino e eles usam das mulheres adultas para satisfazer os seus desejos, é um filme mudo, onde temos aqueles letreiros seguidos de imagens para ilustrar o que está escrito, este é um curto mais controverso e crítico, assim creio eu. E é claro que não posso deixar de citar toda a brutalidade do curta jokenpo war, com seres humanos, pensantes, usando do jogo da violência para se distraírem, talvez num país, onde o povo use do circo para esquecer de problemas políticos, por exemplo. Vale a pena assistir estes filme curtos, por ser chocante, subversivo, violento, histórico, inovador, atualizado e muito, muito curioso.

Anúncios

4 comentários sobre “Cinema controverso japonês

  1. Essa pelicula vem do Japao e nao da China. Causou muita polemica no inicio dos 70 do seculo xx, e ainda causa,pois a sociedade em sua maioria,ainda regida por um moralismo duvidoso, esta permeada de hipocrisia e ignorancia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s