IRREVERSÍVEL

Irreversível (Irreversible)
Dirigido por: Gaspar Noe
Duração: 98 minutos

Irreversível é um dos filmes que quando você assiste causa paradoxalmente a sensação de estranheza e de “que filme bom da porra”!.
Neste filme a história é contada de trás para frente, primeiro vemos o que acontece no final da história, temos duas pessoas conversando que liga com a saída de um rapaz de uma boate gay com o braço quebrado e outro que está indo preso.
Como as coisas vão voltando agora vemos a briga que resulta no braço quebrado e porque o cara acaba sendo preso.
Com uma câmera totalmente inconstante permanece rodando, filmando as paredes e o teto, raramente ela para numa cena específica, vemos dois rapazes dentro de uma boate gay, procurando uma pessoa, eles vêm vários homens transando, com violência ou não, totalmente em público, quem estiver dentro do local pode presenciar as cenas de pudor.
As cenas são muito tensas, ápice dramático do filme é no começo, quando eles procuram a boate gay, já que eles não sabem onde fica e muitas pessoas para as quais eles perguntam não sabem, batem em travestis, em pessoas num bar e até roubam um táxi para encontrar a boate.

Depois vemos uma das cenas mais perturbadoras e que tirou muita gente das salas de cinema antes de terminar, quando esteve em cartaz pelo mundo, tem uma cena de estupro que dura pouco mais de vinte minutos desde as preliminares até o final onde ele espanca a moça, é realmente uma cena muito forte.
Anterior a isto o casal está numa festa, se drogando, dançando, bebendo e se divertindo, até que há uma briga e a moça vai embora.
O casal está indo para a festa e se vê numa discussão com o ex-namorado dela, que insiste em saber por que o atual namorado é melhor na cama do que ele.
Antes de tudo, onde já são as últimas cenas, o casal está feliz, não se importando com o que há ao redor, eles apenas vivem o seu momento feliz, parecendo que aquilo nunca vai acabar, até que aparece a mensagem final do filme que é: O tempo tudo destrói.
Gosto deste filme principalmente pela sua câmera e efeitos de pós-produção que são muitos bons, a violência que não mede esforços em agradar e fazer uma estória bonita, e se não fosse o tempo não se passasse ao contrário talvez não fosse tão interessante, um dos meus filmes preferidos.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s