TRASH – NAUSEA TOTAL

Trash – Náusea Total (Bad Taste)
Dirigido por: Peter Jackson
Duração: 88 minutos

Quem conhece Peter Jackson apenas pela trilogia d´O Senhor dos Anéis e pelo última remake do King Kong, vai se impressionar com o primeiro longa metragem do diretor, que não tem nada de super produção, mas já podemos ver o que seria o seu cinema, com ótimos efeitos visuais e sonoros.
Bad Taste, prefiro chamá-lo pelo nome original, o nacional é muito ruim “Trash – náusea total”. É um filme curto, que inicialmente era para ser um curta-metragem, mas a idéia foi evoluindo e se transformou em um longa, como disse o próprio Peter Jackson.
Alienígenas invadem uma cidade para capturar seres humanos para usar a carne deles numa rede de fast food interplanetária.
Temos cenas “gores” incríveis logo no início, onde o corretor de imóveis que encontra a cidade abandonada, procura por alguém, junto a praia encontra um pessoa andando e ele é obrigado a atirar nela, sua cabeça fica pela metade, espirando sangue, há outras cenas impagáveis, como quando abre a cabeça de um cientista e ele põe um cinto para segurar a pele, que fica caindo, quando um espião é obrigado a beber o vômito dos alienígenas.
O humor é algo presente neste filme, como a cena da metralhadora vocal, no melhor estilo “corra que a polícia vem aí”, que até os alienígenas pensam estar levando tiros, a perseguição de um alienígena que acaba com o corretor dentro do carro e o alienígena correndo ao lado, até que o Corretor solta o freio de mão e vai embora.
Uma equipe de resgate é chamada, eles encontram um ator maluco muito parecido com o Rambo que quer enfrentar os alienígenas e mandar tudo para os ares, ele só pensa em destruição, com suas armas gigantescas.
Pode ser um filme de horror sangrento, nojento, gore, e até de mau gosto, mas não podemos deixar de passar toda a técnica empregada no filme, as cenas incríveis, os personagens, o áudio e a bela edição, é um ótimo início de carreira para o Peter Jackson, que antes criava a história de seus filmes, agora parece que só dedica sua carreira para adaptar épicos em super produções hollywoodianas, um super diretor que era promissor e que hoje acabou ficando apagado por dirigir projetos gigantescos que não acrescentam nada a sua carreira de fazer filmes de autor, espero que Peter Jackson volte a dirigir um filme mais pessoal, como este, Fome Animal, Almas Gêmeas, Conheça os Feebles (inédito no Brasil) e nos traga mais uma obra-prima e deixe os épicos com Ridley Scott, não que Peter Jackson não seja competente dirigindo estes filmes, mas acho que o seu talento pode ser melhor explorado.
Não perca este filme, é diversão garantida.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s